Últimas Postagens :

    Arquivo do blog

    18/04 - Jo 18,1 – 19,42

    18 de Abril de 2014

    evandia

    p_thumb[6]João 18,1 – 19,42

    p_thumb[6]...Quando os pontífices e os guardas viram Jesus, gritaram: “Crucifica-o! Crucifica-o!... Depois de os soldados crucificarem Jesus, tomaram suas vestes e fizeram dela quatro partes, uma para cada soldado. A túnica, porém, toda tecida de alto a baixo, não tinha costura... Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse a sua mãe: “Mulher, eis aí o teu filho”. Depois disse ao discípulo: “Eis aí a tua mãe”. E dessa hora em diante o discípulo a recebeu como sua. Em seguida, sabendo Jesus que tudo estava consumado, para se cumprir plenamente a Escritura, disse: “Tenho sede”. Havia ali um vaso cheio de vinagre. Os soldados encheram uma esponja de vinagre e, fixando-a numa vara de hissopo, chegaram-lhe à boca. Havendo Jesus tomado do vinagre, disse: “Tudo está consumado”. Inclinou a cabeça e entregou o espírito...

    p_thumb[6]Entendendo

    A MORTE DE UM INOCENTE

    p_thumb[6]Nesta Sexta-feira da Paixão somos levados a refletir sobre o maior golpe e engano que a humanidade já praticou. Matar um inocente de maneira bárbara, e esse inocente vindo com uma missão divina.

    p_thumb[6]A morte de Jesus está cheia de contradições e coisas mal explicadas. Um inocente é condenado a morrer como bandido e marginal, sem que seus acusadores fossem capazes de apresentar provas consistentes contra Ele.

    p_thumb[6]A autoridade romana, que deveria confirmar a sentença de morte dada pelo tribunal judaico, declarou não ter encontrado em Jesus nada que justificasse uma punição. Foi por isso que Pilatos achou por bem enviá-lo a Herodes, cuja jurisdição abrangia a Galileia, na tentativa de confirmar seu parecer. Ao ser enviado de volta, Pilatos deduziu que Herodes também não havia apurado nada contra Jesus.

    p_thumb[6]A reação de Jesus foi o silêncio. Ele agiu como o “Servo Sofredor”, que o profeta Isaías comparou com um cordeiro manso, levado ao matadouro. Era impossível buscar a verdade dos fatos com quem estava fechado para a verdade. Não existe Lei para os injustos. Toda tirania descamba para a injustiça.

    p_thumb[6]Jesus se recusou até o fim ser vingativo, a pagar o mal com o mal. Assim, Ele conseguiu desarticulá-lo, mostrando que é possível ao ser humano não se deixar dominar por instintos vingativos e perversos.

    p_thumb[6]Atualizando

    ADVOGADOS E JUÍZES
    CORROMPIDOS NOS JULGAMENTOS DO BRASIL

    p_thumb[6]Como vimos no evangelho, o julgamento de Jesus é cheio de trapalhadas e situações mal explicadas do ponto de vista da lei. Para beneficiar as autoridades corruptas, um inocente é condenado sem que seus acusadores fossem capazes de apresentar provas consistentes contra Ele.

    p_thumb[6]O tempo passou, mas a realidade se repete hoje, e com mais intensidade em nosso Brasil, a ponto da população perder a credibilidade nas autoridades, comprometendo aquelas que agem com decência. Por causa dos maus, os bons sofrem.

    p_thumb[6]Em se tratando dos que se desviam, há advogados de “porta de delegacia” que se oferecem para defender traficantes e profissionais do crime, não visando o direito que cada pessoa tem de defesa, mas de manter seus interesses pessoais, status ou faturamento, não importando se é lícito ou não. E até mesmo juízes que são envolvidos em fabricação de resultados, e que a cada momento vemos divulgação na mídia...

    p_thumb[6]O povo busca pessoas direitas no Brasil, e o reflexo é a confiança depositada no Supremo Tribunal Federal, no julgamento do “mensalão”, onde o povo brasileiro aclamou a postura de alguns juízes que tiveram a coragem de enfrentar, denunciar e condenar a maioria acusada.

    18/04 - Santo Apolônio

    18 de Abril de 2014

    Santo Apolônio

    clip_image002

    Pessoa pública influente, que foi morto defendendo a fé em
    Jesus Cristo”

    p_thumb[6]Apolônio nasceu em Roma, e era um senador intelectual e de prestigio. Converteu-se ao cristianismo depois de ser evangelizado pelo papa Eleutério e após assistir vários homens se tornarem mártires, defendo a fé em Cristo.

    p_thumb[6]Foi batizado e partiu para evangelizar pessoas de referência da elite, até ser denunciado e levado preso. Na época quem governava era o Imperador Cômodo, que era totalmente contrário ao cristianismo, e perseguia e assassinava quem se assumisse como cristão.

    p_thumb[6]Ao ser interrogado, Apolônio continuou firme defendendo a fé, denunciando as falsas doutrinas. Recebeu a proposta de renunciar ao cristianismo para manter sua vida mas, além de não aceitar, fez outro discurso ainda mais convincente, que o levou à sentença de morte.

    p_thumb[6]Foi decapitado no ano de 185, em Roma. Sua morte contribuiu para a queda do paganismo daquela época.

    18/04 - Dia Nacional do Livro Infantil

    18 de Abril de 2014

    Dia Nacional do Livro Infantil

    clip_image002

    p_thumb[6]Dona Benta, Narizinho, Pedrinho e Emília são apenas alguns dos personagens que marcaram e ainda marcam a vida de crianças, jovens e adultos brasileiros. As incríveis aventuras de "O Sítio do Pica-pau Amarelo" e outros livros do escritor Monteiro Lobato foram precursores da literatura infantil no Brasil.

    p_thumb[6]Monteiro Lobato criou aventuras com figuras bem brasileiras, recuperou os costumes e lendas do folclore nacional. E não parou por aí, misturou todos eles com elementos da literatura universal, da mitologia grega, dos quadrinhos e do cinema.

    p_thumb[6]Para homenagear a figura do escritor foi instituído, em 2002, o 18 de abril como o Dia Nacional do Livro Infantil. A data foi escolhida por ser o dia do nascimento de Monteiro Lobato. Assim, todo o ano, diversas escolas, bibliotecas e brinquedotecas relembram a importância do escritor e agradecem pela contribuição que ainda tem na formação das crianças.

    Fonte: amaivos.uol.com.br e www.smartkids.com.br

    17/04 - Jo 13,1-15

    17 de Abril de 2014

    evandia

    p_thumb[6]João 13,1-15

    p_thumb[6]Antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que tinha chegado a sua hora, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim. Foi durante a ceia. [...] Jesus levantou-se da ceia, tirou o manto, pegou uma toalha e amarrou-a à cintura. Derramou água numa bacia, pôs-se a lavar os pés dos discípulos e enxugava-os com a toalha que trazia à cintura. Chegou assim a Simão Pedro. Este disse: “Senhor, tu vais lavar-me os pés?” [...] “Se eu não te lavar, não terás parte comigo”. [...].

    p_thumb[6]Entendendo

    A ÚLTIMA CEIA,
    A DESPEDIDA DE JESUS DA HUMANIDADE

    p_thumb[6]A despedida de Jesus numa mesa de comida, celebrando a Última Ceia com seus apóstolos traz sinais revolucionários para a mentalidade da época. Ele lava os pés dos apóstolos, gesto praticado pelos escravos aos seus senhores. Serve o alimento ao invés de ser servido. Tal atitude assusta e traz uma reviravolta na maneira de pensar Deus, como o Altíssimo que deve ser servido. Traz a denúncia dos poderosos da época que oprimiam o povo e mantinham escravos como “objetos de prazer”.

    p_thumb[6]A surpresa foi tão grande que nem o grupo de apóstolos, preparado por Jesus, suportou tamanha simplicidade e maneira de pensar do Mestre. Pedro reage. Recusa-se a deixar Jesus lavar seus pés. Pedro comungava com a mentalidade hierarquizada da época, que determinava a cada um o seu devido lugar. A relação entre mestre e discípulo era regulada pela superioridade de um e submissão do outro.

    p_thumb[6]Aceitando a recusa de Pedro, Jesus estaria permitindo que continuasse a mentalidade de senhor/escravo, a qual o Mestre viera abolir. Corria-se o risco de colocar a perder o mundo de irmãos a quem Ele tanto pregou e mostrou aos apóstolos. Era permitir que os modelos superados do mundo do pecado voltassem a acontecer.

    p_thumb[6]Por fim, acontece a refeição. Nela, a transformação do pão e do vinho, espécies materiais, em substância divina, Corpo e Sangue de Cristo, a preencher nosso corpo fraco. Hoje é o dia da Instituição da Eucaristia – a Missa que celebramos é a atualização desse acontecimento.

    p_thumb[6]Atualizando

    “AQUI NASCE A MISSA PARA OS CATÓLICOS”!

    p_thumb[6]A Última Ceia para os católicos é a coroação da Comunhão feita por Jesus em sua despedida. É o que costumamos chamar “Instituição da Eucaristia”. Aqui entra todo um contexto religioso daquela época. Sentar-se à mesma mesa, ainda mais para celebrar a Páscoa, simbolizava comunhão de vida, trazendo a tradição de uma história, de ideais de partilha. A traição de Judas representou a quebra dessa comunhão.

    p_thumb[6]Ainda bem que Judas não exercia qualquer poder sobre a vida de Jesus. Logo, o projeto de Cristo foi realizado. Toda a cena é comandada por Jesus. É ele quem dá instruções precisas a respeito do lugar onde deve ser preparada a ceia pascal, da pessoa que haveria de oferecer o espaço, da mensagem que lhe seria transmitida e dos detalhes da preparação. Os discípulos obedecem à risca, fazendo tudo conforme o Mestre determinara.

    p_thumb[6]A Igreja Católica continua colocando a Eucaristia como ponto alto da celebração cristã. Nela, a presença real de Jesus Cristo em quatro momentos e situações: a Palavra proclamada da Bíblia; a explicação da Palavra (homilia); a consagração ou transubstanciação, e o pão consagrado. Para um católico consciente, um domingo sem missa representa uma semana incompleta.

    17/04 - Santo Aniceto

    17 de Março de 2014

    Santo Aniceto

    clip_image002

    “A fidelidade de Aniceto como Papa, numa época difícil da história da Igreja”

    p_thumb[6]Aniceto nasceu na Síria, no tempo em que Antônio era imperador romano. Foi o décimo primeiro papa da Igreja, escolhido no ano de 155 como sucessor de São Pio I, e seu pontificado durou onze anos.

    p_thumb[6]Era considerado um homem muito inteligente e se destacou por condenar oficialmente uma doutrina como heresia, o montanhismo. Também lutou contra a heresia do Gnosticismo, o racionalismo cristão, uma supervalorização do conhecimento, onde bastava isso para a salvação.

    p_thumb[6]Teve o apoio de dois grandes homens. Um era o filósofo cristão Justino, que tornou-se santo, e o outro era o bispo Policarpo. Auxiliado por esses doutores e, com a graça de Deus, combateram o racionalismo.

    p_thumb[6]Com o bispo Policarpo resolveram as controvérsias que havia na Igreja, em relação à páscoa, restabelecendo a unidade da Igreja. Outra decisão de Aniceto foi proibir os padres de deixar crescer o cabelo, para este não ser um motivo de vaidade.

    p_thumb[6]Morreu no ano 166, lutando para defender a doutrina cristã, num período de perseguição aos cristãos.

    17/04 - Dia Internacional da Hemofilia

    17 de Abril de 2014

    Dia Internacional da Hemofilia

    clip_image002

    p_thumb[6]A hemofilia é um distúrbio da coagulação do sangue. É uma doença genética e hereditária ligada ao cromossoma X.

    p_thumb[6]Cada ser humano possui um par de cromossomas sexuais: os homens (XY) e as mulheres (XX), sendo um dos cromosomas herdado da mãe e outro do pai.
    Ao possuirem dois cromossomas X as mulheres "compensam" a deficiência do fator de coagulação.

    p_thumb[6]As mulheres são então as portadoras do gene da hemofilia e os homens são os afetados pela doença.

    p_thumb[6]A gravidade da doença é variável, pode ser ligeira, moderada e severa. A hemofilia é ligeira quando a atividade do fator de coagulação é superior a 5% da sua atividade normal; moderada quando esta atividade está entre 1% e 5%, e grave quando é inferior a 1%. Cerca de 50% dos homens com hemofilia sofrem de hemofilia moderada e grave.

    p_thumb[6]Há quanto tempo essa doença é conhecida?

    p_thumb[6]Sabe-se que entre os anos 50-130 dC já se referia no Talmud (texto judaico) que alguns meninos morriam durante a circuncisão, devido a hemorragias graves. Se dois irmãos já tivessem morrido nesse procedimento não se devia realizar a circuncisão na teceira criança.

    p_thumb[6]O termo "hemofilia" surgiu pela primeira vez em 1828 por Hopff na Universidade de Zurique.

    p_thumb[6]O tratamento profilático é feito com a reposição de fatores no organismo, de maneira periódica e ininterrupta a longo prazo, iniciada antes ou após ocorrência do primeiro sangramento ou hemorragia da articulação (hemartrose) e antes dos 3 anos de idade, por período superior a 45 semanas por ano.

    Fontes: eportuguese.blogspot.com.br e www.blog.saude.gov.br

     

    Seja Missionário Redentorista

    Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
    Copyright © 2011. Pe. Rosivaldo Motta, CSsR - All Rights Reserved
    Template Created by Creating Website Modify by Tereza Morais
    Proudly powered by Blogger