Últimas Postagens :

    Arquivo do blog

    29/07 - Jo 11,19-27

    29 de Julho de 2014

    evandia

    João 11,19-27

    Muitos judeus tinham ido consolar Marta e Maria pela morte do irmão. Logo que Marta soube que Jesus tinha chegado, foi ao encontro dele. Maria ficou sentada, em casa. Marta, então, disse a Jesus: “Senhor, se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido. Mesmo assim, eu sei que o que pedires a Deus, ele te concederá”. Jesus respondeu: “Teu irmão ressuscitará”. Marta disse: “Eu sei que ele vai ressuscitar, na ressurreição do último dia”. Jesus disse então: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que tenha morrido, viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais. Crês nisto?” Ela respondeu: “Sim, Senhor, eu creio firmemente que tu és o Cristo, o Filho de Deus, aquele que deve vir ao mundo”.

    Entendendo

    QUEM CRÊ EM MIM,
    AINDA QUE TENHA MORRIDO, VIVERÁ!”

    Jesus tinha pela família de Marta, Maria e Lázaro um carinho especial. Percebemos isso tanto da parte de Jesus como da família. Era uma verdadeira amizade, uma família que o Mestre podia contar.

    Aqui vemos o Filho de Deus como um homem bem relacionado e, não apenas focado nos discursos, curas, milagres e compromissos clássicos do Reino. Aliás, a boa relação com o próximo fazia parte de seu programa de vida. Vemos aí o lado humano e terno de Jesus.

    Partindo para o conteúdo do diálogo, o foco da conversa é a crença na vida após a morte, o que chamamos “ressurreição”. Maria reafirma a crença defendida pelos fariseus na existência da ressurreição do último dia. Jesus revela-lhe a sua novidade: "Eu sou a ressurreição e a vida". A ressurreição é a vida de Deus, que vence a morte e que nos é dada em Jesus.

    A ressurreição de Lázaro revela a continuidade da vida e a presença da vida eterna, já, naqueles que acreditam em Jesus Cristo. "Todo aquele que crê em mim, não morrerá jamais". A morte humana ganha destaque como um rito de passagem desta para a outra vida.

    Atualizando

    ACREDITAMOS MESMO QUE NOSSOS
    FAMILIARES QUE MORRERAM, PODEM ESTAR VIVOS?

    A maneira com que a pergunta foi feita pode parecer contraditória. “Familiares que morreram” podem estar ”vivos?” Se utilizarmos a afirmativa de Jesus: “Quem crê em mim, ainda que tenha morrido, viverá”, veremos que tem sentido. Claro que esse “crê em mim” não é apenas dizer que acredita em Deus apenas em palavras. A fé é provada nas obras, nas atitudes, no comportamento de cada dia.

    Uma vez Deus tendo criado uma pessoa no útero de sua mãe, nunca mais ela morrerá. Isso se ela vive conforme os princípios de Deus. Partindo deste princípio, dizer que uma pessoa está morta significa afirmar que ela não foi salva.

    A morte acontecida foi somente a física. Não podemos levar para a outra dimensão o termo “morte”. A alma que viveu naquele corpo continua viva, com toda história construída entre nós.

    É preciso acreditar que os nossos entes queridos: familiares, amigos, pessoas próximas que se foram, podem estar vivos ao lado de Deus, intercedendo por nós. Afirmo “podem”, porque a nós não é dado o poder de garantir plenamente, pois isto só a Deus compete. Da nossa parte cabe-nos entrar em oração solidária por aqueles que se foram.

    Jesus nos garantiu que: “Tudo que pedires ao meu Pai em meu nome Ele vos atenderá” (Jo 14,13). É nesta dimensão solidária da fé que rezamos pelos nossos falecidos, na certeza de que o Pai acolherá os nossos pedidos.

    29/07 - Santa Marta

    29 de Julho de 2014

    Santa Marta

    image

    Irmã de Lázaro e amiga de Jesus”

    O nome Marta vem do hebraico e significa “senhora”. Marta era irmã de Lázaro e Maria, eles eram tão amigos de Jesus, que Ele costumava se hospedar em Betânia, para descansar. A história de Marta está narrada na Sagrada Escritura.

    No Evangelho de São Lucas encontramos a passagem de Jesus na casa de Marta. Esta, dedicando-se aos afazeres da casa preocupada em receber bem Jesus, enquanto sua irmã Maria ficava aos pés do Mestre, aprendendo seus ensinamentos. Marta ficou indignada com a postura da irmã e pediu que Jesus mandasse Maria ajudá-la nos serviços. Através da resposta dada: "Marta, Marta, te perturbas e te preocupas por muitas coisas. Somente uma coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte que não lhe será tirada" (Lc 10,41-42), Jesus nos ensina a valorizar mais as coisas espirituais que as materiais.

    Temos outras passagens na Bíblia, que falam de Santa Marta. Na Ressurreição de seu irmão Lázaro, onde Marta ao ver Jesus diz: "Senhor, se tivesses estado aqui, o meu irmão não teria morrido. Mas mesmo agora, eu sei que tudo o que pedires a Deus, Deus dará". (Jo 11,21-22)

    A tradição nos diz que, depois da Ressurreição de Jesus, e diante da perseguição dos judeus, Marta, Maria e Lázaro, saíram de Betânia e tiveram que ir para França, onde se dedicaram à evangelização até a morte. Não sabemos a data.

    Quem primeiro dedicou uma festa litúrgica a Santa Marta foram os frades franciscanos, em 1262, e o dia escolhido foi 29 de julho. Ela é considerada patrona das cozinheiras.

    29/07 - Dia do Acordo Econômico entre Brasil e Argentina

    29 de Julho de 2014

    Dia do Acordo
    Econômico entre Brasil e Argentina

    image

    Embora a vontade brasileira e argentina de se integrar em uma União Aduaneira seja anterior à década de cinquenta, o primeiro passo importante na aproximação dos dois países foi a assinatura da “Declaração de Iguaçu”, em 1985, pelos presidentes Sarney e Alfonsin, na qual os dois países se mostravam dispostos a acelerar o processo de integração bilateral.

    No ano seguinte, 1986, mais um passo: a assinatura da “Ata para a Integração Brasil-Argentina”, que criou o Programa de Integração e Cooperação Econômica - PICE.

    Em 1988, os dois países assinam o “Tratado de Integração, Cooperação e Desenvolvimento”, que tinha o objetivo de fixar uma área de livre comércio em um prazo de dez anos. Na oportunidade, foram assinados 24 Protocolos sobre diversos temas, tais como: bens de capital, trigo, produtos alimentícios industrializados, indústria automotriz, cooperação nuclear, transporte marítimo, transporte terrestre.

    O auge do processo foi atingido em julho de 1990, com a assinatura da “Ata de Buenos Aires” que reduziu o prazo em quatro anos e meio, até dezembro de 1994 e o objetivo passou a ser o de um mercado comum. Em dezembro de 1990 foi assinado o ACE – Acordo de Complementação Econômica.

    Fonte: www.desenvolvimento.gov.br

    28/07 - Mt 13,31-35

    28 de Julho de 2014

    evandia

    Mateus 13,31-35

    Jesus apresentou-lhes outra parábola ainda: “O Reino dos Céus é como um grão de mostarda que alguém pegou e semeou no seu campo. Embora seja a menor de todas as sementes, quando cresce, fica maior que as outras hortaliças e torna-se um arbusto, a tal ponto que os pássaros do céu vêm fazer ninhos em seus ramos”. E contou-lhes mais uma párabola: “O Reino dos Céus é como o fermento que uma mulher pegou e escondeu em três porções de farinha, até que tudo ficasse fermentado”. Jesus falava tudo isso em parábolas às multidões. Nada lhes falava sem usar de parábolas, para se cumprir o que foi dito pelo profeta: “Abrirei a boca para falar em parábolas; vou proclamar coisas escondidas desde a criação do mundo”.

    Entendendo

    CITANDO DUAS PARÁBOLAS, JESUS
    EXALTA OS PEQUENOS E ANÔNIMOS DA SOCIEDADE!

    Utilizando um jeito simples de comunicar, para facilitar a compreensão de todos, desde os intelectuais até os analfabetos, Jesus conta parábolas com temas relacionados à labuta das pessoas simples: o plantio, a semente, a terra, o fermento, a massa...

    A sua intenção é de deixar claro o que seria o “Reino dos Céus” ou “Reino de Deus” que Ele veio implantar. Na primeira parábola, a do grão de mostarda, acentua o tamanho pequeno da semente e o resultado que ela dará depois. Deixa claro que, nesse novo projeto, os pequenos e insignificantes para a sociedade podem crescer e se tornarem grandes.

    Na segunda parábola Ele fala do fermento que uma mulher colocou na massa e, embora passasse despercebido, seu efeito foi grande e fez crescer o volume da massa. Ele deixa claro que muitos que passam despercebidos e vivem no anonimato, dão à sua contribuição e são pessoas boas que vivem com a missão de fazer o bem onde quer que estejam.

    Atualizando

    A FUNCIONÁRIA PÚBLICA PAULISTANA
    QUE ENCONTRA TEMPO PARA CUIDAR DO POVO DE RUA

    Ajudar uma pessoa em determinado momento e abraçar uma causa têm significados diferentes. O psicanalista Flávio Gikovate distingue as pessoas altruístas das generosas. "Enquanto a generosidade se limita à dedicação a uma pessoa específica, o altruísmo é o bem que se faz a pessoas anônimas à sociedade, a uma instituição ou grupo particular", diz. Para algumas correntes religiosas, essa atitude é também conhecida por caridade.

    A servidora pública Marisa Ferraz Ribeiro, 46, reconhece que a doação ao próximo exige muitas vezes dizer não a própria família. "Muitas vezes tive que sair à noite para ajudar um irmão de rua e minha mãe ficava chorando pedindo para eu não ir. Com o tempo ela se acostumou porque eu ia mesmo", conta sobre a dedicação por cerca de seis anos aos sem-teto que perambulam pela cidade, sem ter para onde voltar no final do dia.

    Ela diz que o "chamado" para esse voluntariado começou ao se sentir incomodada com a situação dessas pessoas. "Quando eu passava nas ruas e via essas pessoas, principalmente mais velhas, isso mexia muito comigo. Eu pensava: um dia eles já tiveram família e hoje estão aqui. Preciso fazer algo mais por essa pessoa", relata.

    Num acampamento, sob a coordenação de um padre paulista, é que surgiu a decisão para o trabalho de Pastoral de Rua, projeto da Igreja Católica. "Esse trabalho faz a gente se sentir muito bem e útil” afirma Marisa.

    Quando questionada em relação às pessoas que ajudava com mais frequência, percebe-se que mesmo ocupada com serviços burocráticos, os moradores de rua povoam sua memória. "Gosto muito do Arci. Ele tem problema de alcoolismo e é uma pessoa que particularmente eu gosto muito. Tem a Jaqueline, que no momento está presa. Tem também o Marcelo, o Henrique...", cita. "Quando vejo eles nas ruas me chamam, me cumprimentam e as pessoas que passam acham que sou louca. "Todo dia a pastoral recebe gente com dificuldade e problemas diferentes. Preciso voltar para as ruas. Sinto muito falta".

    Marisa diz que essas pessoas precisam de muito mais que um prato comida. "O irmão, muitas vezes, quer um ouvido para escutá-lo. Falam, choram e as histórias são quase sempre a mesma: desestrutura familiar".

    "Quando se faz um trabalho como esse, a primeira pessoa beneficiada é você", assegura. "Esse é um lado muito bonito dela. Ela abraçou a causa de uma forma que surpreendeu até a gente. Somos em 10 irmãos, mas só ela é assim", conta a irmã, Kátia das Dores Ferraz Ribeiro.

    28/07 - Santo Inocêncio I

    28 de Julho de 2014

    Santo Inocêncio I

    clip_image002

    “Papa que soube manter a ordem, numa época
    muito difícil para a Igreja”

    Inocêncio nasceu em Albano, Itália. Não se sabe exatamente o ano do seu nascimento. Sua história passou a ser escrita, quando ele foi eleito Papa no ano 401.

    Inocêncio ficou no governo da Igreja, durante dezesseis anos. Numa época muito difícil para o cristianismo. No seu pontificado, Roma foi invadida e saqueada pelos bárbaros visigodos, liderados por Alarico. Além das lutas que teve que travar contra a heresia pelagiana.

    Apesar de todas as dificuldades que o Papa Inocêncio I enfrentou, ele conseguiu manter a ordem na Igreja, além de tomar decisões importantes na liturgia, que permanecem até os dias atuais.

    Deixou vários escritos importantes que fazem parte da coleção canônica da Igreja. Era amigo de São João Crisóstomo, o qual defendeu durante seu pontificado, em Constantinopla.

    O Papa Inocêncio I morreu no dia 28 de julho de 417 e está sepultado em Roma.

    28/07 - Dia do Agricultor

    28 de Julho de 2014

    Dia do Agricultor

    clip_image002

    Protagonista da história do homem, o agricultor é primordial no campo ou nas cidades. Ele produz o alimento que está na mesa de cada um de nós, e é chamado de homem do campo, colono, camponês, lavrador, produtor, agricultor. A evolução social e as transformações sofridas por esta categoria são consequências de uma nova situação deste trabalhador fundamental para o desenvolvimento do País.

    A agricultura familiar hoje abrange 20 milhões de pessoas que podem alimentar o povo brasileiro sem explorar o consumidor e sem agredir o meio ambiente. Sua origem firma-se na união, na cooperação e na construção da melhoria da qualidade de vida das trabalhadoras e trabalhadores brasileiros do campo e da cidade.

    Os agricultores adeptos da agroecologia - ciência que estimula novas relações humanas e propõe um modelo de produção que não degrada a natureza - muito têm contribuído para a formação de uma consciência ecológica.

    O Dia do Agricultor - instituído em 1960 - acontece na mesma data de aniversário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A Semana da Agricultura é comemorada de 22 a 28 de julho. Parabéns!

    Fonte: cdsa.ufcg.edu.br

    POLÍTICA SEM DEUS É DESVIO DE CONDUTA!

    POLÍTICA SEM DEUS É DESVIO DE CONDUTA!

    clip_image002

    O poder político mal exercido e carregado de estratégias maliciosas, costumamos chamar de muitos nomes: politicagem, nepotismo, abuso de poder, conchavos, ditadura..., está presente desde as primeiras histórias da Bíblia, a partir dos faraós do Egito. O Evangelho de hoje traz a morte de João Batista, encomendada pelo político Herodes.

    Política sem Deus é desvio de conduta. Falo de ética cristã, que fundamenta os valores mais profundos do “ser”. Tomo como base, um artigo do jurista Luiz Carlos Gomes sobre ética na política.

    A Ética, diz ele, não se compromete com o erro, com o desvio, com o malfeito, com o tratamento desumano das pessoas. Em suma: não faça aos outros o que não gostaria que fizessem com você! A desgraça é que, na prática, isso não acontece. Não existe coerência entre a teoria e a prática. O exercício do poder, quando não é feito em nome dos interesses da nação, entra em choque com a Ética.

    Exemplificando em parábola...

    Um velho mestre vivia com seus discípulos em um templo muito estragado. Viviam de esmolas e doações. Num determinado dia o mestre disse para seus discípulos: “Cada um de vocês deve ir à cidade e roubar bens que serão vendidos e, assim, arrecadaremos dinheiro para reformar nosso templo. Vocês não podem ser vistos por ninguém”. Os discípulos ficaram espantados, pensaram no quanto isso poderia manchar suas reputações. Foram orientados para praticar atos ilegais e imorais. Roubar é uma coisa muito errada! A causa é boa, mas o ato é extremamente imoral. No final, todos foram para a cidade, menos um deles. O mestre perguntou:

    - Por que você ficou para trás?

    O discípulo respondeu:

    - Eu não posso seguir as suas instruções para roubar onde ninguém esteja me vendo. Não importa aonde eu vá; sempre estarei olhando para mim mesmo. Meus próprios olhos irão me ver roubando”.

    O sábio mestre o abraçou e disse:

    - Eu estava testando a integridade dos meus discípulos e você é o único que foi aprovado.

    Pe. Rosivaldo Motta, CSsR

    27/07 - Mt 13,44-52 ou mais breve 13,44-46

    27 de Julho de 2014

    evandia

    Mateus 13,44-52 ou mais breve 13,44-46

    O Reino dos Céus é como um tesouro escondido num campo. Alguém o encontra, deixa-o lá bem escondido e, cheio de alegria, vai vender todos os seus bens e compra aquele campo. O Reino dos Céus é também como um negociante que procura pérolas preciosas. Ao encontrar uma de grande valor, ele vai, vende todos os bens e compra aquela pérola.

    Entendendo

    O REINO DOS CÉUS
    É COMO UM TESOURO ESCONDIDO NUM CAMPO

    Jesus segue fazendo comparações, contando historinhas, para mostrar que o Reino significa o projeto maior que Ele veio apresentar à humanidade. “Projeto”, isso mesmo! Falamos muito em “projeto” nos dias atuais, ou seja, um empreendimento organizado para alcançarmos um objetivo traçado.

    Jesus trouxe esse projeto e o chamou Reino de Deus ou dos Céus. Os executores desse “empreendimento”, inicialmente, foram os discípulos. Pediu exclusividade na relação do discípulo com o Reino porque, a partir daquele momento, essa proposta seria a razão da existência deles e da humanidade.

    Jesus comparou a radicalidade desta opção com o gesto de um homem que, ao descobrir um tesouro escondido num campo, cheio de alegria vende tudo que possui para comprar o campo. Citou também um comerciante de pérolas preciosas que ao encontrar uma de grande valor, decide desfazer-se de todos os seus bens, só para adquiri-la.

    Moral da história – aquele que descobre a importância de Deus em sua vida faz qualquer esforço para continuar em sua companhia, e tem a coragem de tomar novas atitudes, para continuar sendo guiado por Ele.

    Atualizando

    MEU FILHO, MEU TESOURO!

    Jesus fala de tesouro. Fala do esforço que um comerciante faz para adquirir pérolas preciosas, por saber do valor que elas representam. Ele quer mostrar a felicidade daqueles que descobrem o “outro lado da vida”, aqueles que encontram Deus e seu projeto de amor.

    Trazendo para nossos dias e, guardando as devidas proporções, podemos comparar a felicidade de alguém que tem uma fé comprometida, com a alegria de uma mãe ao sentir em suas entranhas, o crescimento de uma vida; a vida de seu filho. A sensação de vê-lo nascer e poder acompanhá-lo de perto.

    Um sorriso de alegria e uma lágrima escorrendo pelo rosto. Sem dúvida alguma, o nascimento do meu filho foi o momento mais maravilhoso da minha vida de mulher.

    Nessa hora, tudo é especial e único. A hora do nascimento marcada no relógio, os batimentos cardíacos, o carinho da família... São momentos e sentimentos puros e cheios de amor.

    Fonte: www.folhavitoria.com.br

    O Lorenzo completou onze meses de pura gostosura! Sou suspeita pra falar, mas meu filho é um fofo!!!

    Estou trabalhando em casa e isso me permite acompanhar de pertinho o desenvolvimento do Lorenzo. Nada mais gratificante do que ficar com ele e vê-lo dar os primeiros passos, ter visto engatinhando, estar cuidando dele bem de pertinho... Filhinho, mamãe te ama muito!

    Fonte: meufilhomeutesouro.blogspot.com.br

    É preciso perguntar a nós mesmos nos momentos em que nos sentimos altamente felizes e realizados, neste caso, no nascimento de um filho: Quem criou a vida dos nossos filhos? Quem atende nossas preces pedindo pela felicidade dos nossos filhos? Quem abençoa nosso esforço em querer constituir uma família e nos sentirmos realizados nela?

    Nós apenas tomamos as iniciativas, mas a bênção vem de Deus. É preciso reconhecer, em cada momento de felicidade, a participação divina. Saber agradecer- Lhe em oração por tudo que somos e temos. Está ai o TESOURO acontecendo em cada lar, para a realização de nossas famílias.

    27/07 - São Pantaleão

    27 de Julho de 2014

    São Pantaleão

    clip_image001

    “Médico que morreu por não negar Jesus Cristo”

    Pantaleão nasceu por volta do ano 275, em Nicomédia, atual Turquia.  Era filho de Eustóquio, que era um gentio e de Êubola, que era uma cristã e educou o filho dentro do cristianismo.

    Após o falecimento de sua mãe, seu pai o encaminhou para estudar filosofia e medicina. Depois se tornou médico particular do terrível perseguidor dos cristãos, o Imperador Diocleciano.

    Pantaleão se converteu totalmente ao cristianismo, recebeu o batismo e começou a curar as pessoas em Nome de Jesus Cristo. Acabou sendo denunciado por outros médicos pagãos e invejosos, e foi entregue a Diocleciano.

    O imperador através de torturas tentou de todas as formas fazê-lo desistir de sua fé, como isso não aconteceu, mandou amarrar Pantaleão numa árvore e degolá-lo. Era o ano de 303.

    27/07 - Dia do Motociclista, do Despachante, do Pediatra e da Prevenção de Acidentes no Trabalho

    27 de Julho de 2014

    Dia do Motociclista, do Despachante, do Pediatra e da Prevenção de Acidentes no Trabalho

    Motociclista

    motociclista

    Andar de moto não é simplesmente se locomover de um lugar para outro, é sentir liberdade e ao mesmo tempo adrenalina, é ver o mundo de uma visão diferente, é gostar de vento no rosto e sorrir quando se está molhado. Explicar esta sensação para quem é motociclista chega a ser desnecessário e para quem não é, fica quase impossível.

    Só quem é apaixonado por esse estilo de vida consegue se arrepiar e ao mesmo tempo sorrir quando ouve de longe o ronco da moto dos seus sonhos. Fazer novas amizades e viajar com dezenas de pessoas que pensam da mesma forma é, sem dúvida, uma das melhores partes de ser motociclista.

    Nós conhecemos bem o sentimento e a paixão que movem os motociclistas. Podemos dizer que é uma das coisas mais prazerosas de se fazer nesta vida. Aproveitar ao máximo a sua moto seja qual for o estilo é com certeza uma forma de dizer para o mundo “Eu amo o que faço”. Como bons motociclistas vamos todos acelerar com alegria, segurança, respeito e educação, sempre!

    Aproveitando as comemorações do Dia do Motociclista, nada mais justo do que aproveitar essa data tão especial para parabenizar e agradecer todos os motociclistas e fãs do mundo das duas rodas, por essa saudável relação de amizade. Um feliz dia do motociclista para todos!

    Fonte: www.moto.com.br

    Despachante

    Comemora-se o Dia do Despachante, cuja atividade já vem sendo exercida por décadas, hoje com profissionais cada vez mais tecnicamente preparados.

    São eleitos pela sociedade para dar solução aos trâmites necessários para regularização da documentação veicular. São reflexo de nossa sociedade, que como um todo evoluiu, tornando-se cada vez mais exigente e informada, trazendo assim também a necessidade de um profissional despachante cada vez mais especializado.

    O Sindicato dos Despachantes presta-lhes homenagens neste dia, com votos de perseverança e muito progresso, porque a evolução do ser humano se dá através da confiança na sua capacidade, no trabalho digno, numa convivência social saudável e ética.

    Fonte: www.sindergs.com.br

    Pediatra

    A importância da pediatria no mundo moderno ultrapassa a sua grande gama de conhecimentos etiológicos e fisiopatológicos das doenças das crianças e projeta-se além das suas eficientes técnicas diagnósticas e terapêuticas.

    A atribuição mais genuína da pediatria é proteger e cuidar do indivíduo em uma de suas fases de maior vulnerabilidade.

    O primeiro passeio do recém-nascido provavelmente será no consultório do pediatra. É lá que todos seus segredos são desvendados e papais e mamães aprendem a cuidar do novo membro da família.

    O Dia da Pediatria no país é uma alusão à fundação, em 1910, da Sociedade Brasileira de Pediatria.

    Fonte: www.pediatriabrasil.com.br e www.semprematerna.uol.com.br

    Acidentes no Trabalho

    O Dia Internacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho marca a assinatura, em 1914, da primeira lei sobre benefícios concedidos aos trabalhadores vítimas de acidentes de trabalho na província de Ontario, no Canadá.  Esta data, lembrada com tristeza, ocorre pelo descaso e pela falta de prevenção.

    Mesmo com o avanço da tecnologia, não nos livramos dos acidentes e doenças decorrentes do trabalho. Porque investir em segurança, para alguns patrões, ainda é caro e eles desconhecem que o investimento bem feito no sentido de prevenir acidentes e doenças, é lucrativo não só pela integridade física e mental garantida ao trabalhador, como pela qualidade de seus produtos e o lucro resultante pelo menor tempo de dias perdidos pelas ausências, ou falta permanente do trabalhador quando este se acidenta ou adoece, por causa do trabalho realizado de forma inadequada.

    A questão da prevenção se faz necessária sobre vários sentidos. Um deles é pela ocorrência que vem aumentando, dos cânceres ligados ao trabalho. Pesquisas demonstram que cerca de 46% dos casos de câncer  com relação ao trabalho, não são notificados por falta  de conhecimento do assunto.

    Das doenças ocupacionais, a LER ocupa o 1° lugar em afastamento do trabalho, seguido das doenças mentais. Os dados da Previdência Social nos últimos 10 anos mostram que tivemos 2.2 milhões de acidentes do trabalho, 41.8 mil de pessoas afastadas por acidentes do trabalho e 8.1 mil mortes de trabalhadores.

    Fonte: www.fsindical.org.br

     

    Seja Missionário Redentorista

    Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
    Copyright © 2011. Pe. Rosivaldo Motta, CSsR - All Rights Reserved
    Template Created by Creating Website Modify by Tereza Morais
    Proudly powered by Blogger