Últimas Postagens :

    Arquivo do blog

    27/11 - Lc 21,20-28

    27 de Novembro de 2014

    evandia_thumb3

    Lucas 21,20-28

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Quando virdes que Jerusalém foi sitiada por exércitos, então sabereis que está próxima a sua ruína. Os que então se acharem na Judéia fujam para os montes; os que estiverem dentro da cidade retirem-se; os que estiverem nos campos não entrem na cidade. Porque estes serão dias de castigo, para que se cumpra tudo o que está escrito. Ai das mulheres que, naqueles dias, estiverem grávidas ou amamentando, pois haverá grande angústia na terra e grande ira contra o povo. Cairão ao fio de espada e serão levados cativos para todas as nações, e Jerusalém será pisada pelos pagãos, até se completarem os tempos das nações pagãs. Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra a aflição e a angústia apoderar-se-ão das nações pelo bramido do mar e das ondas. Os homens definharão de medo, na expectativa dos males que devem sobrevir a toda a terra. As próprias forças dos céus serão abaladas. Então verão o Filho do Homem vir sobre uma nuvem com grande glória e majestade. Quando começarem a acontecer estas coisas, reanimai-vos e levantai as vossas cabeças; porque se aproxima a vossa libertação”.

    Entendendo

    JESUS ANUNCIA CALAMIADADES, O FIM DOS
    REINOS PREPOTENTES E A VINDA DO “FILHO DO HOMEM!”

    O fato de não saber qual o dia da partida deste mundo, pode levar o cristão ao relaxamento e a atitudes extravagantes. O alerta de Jesus é para que seus seguidores estejam vigilantes.

    O contexto é de destruição das cidades rebeldes, como lição para a humanidade.

    A ruína de Sodoma e Gomorra simboliza o fim da maldade humana. A queda da Samaria representa o castigo da cidade que trocou Deus pelos ídolos e se deixou contaminar pela injustiça. A queda de Nínive e da Babilônia foram celebradas como o fim de impérios prepotentes, mas com sofrimento e morte para muitos povos.

    Jerusalém, cidade tida como lugar da habitação de Deus no meio de seu povo, transformou-se em cidade assassina de profetas, surda aos apelos dos enviados de Deus. Perdendo a característica de santidade, só lhe restava a destruição.

    Ao mesmo tempo em que fala de destruição, morte, fome e ruína Jesus abre o coração dos discípulos para a esperança. Anuncia “a vinda do Filho do Homem sobre as nuvens, com grande poder e glória". O fim de Jerusalém corresponde ao início de uma realidade nova: a libertação que se aproxima para aqueles que forem fiéis a Deus.

    Atualizando

    NADA ASSUSTA
    A QUEM BUSCA VIVER A SUA FÉ EM OBRAS!

    Jesus está falando do “Fim do Mundo”. Ele descreve as tribulações que vão acontecer no dia da manifestação do Filho de Deus. No dia em que Ele irá julgar os vivos e os mortos.

    Nada disso deve amedrontar aqueles que vivem sua fé, mesmo da forma mais simples possível: nos acontecimentos da vida, na comunidade, no trabalho, na família, na sociedade...

    Detalhes do “fim dos tempos” nós não temos, pois não podemos desvendar os mistérios de Deus, mas, diante das pistas que Jesus revelou, será o dia em que Ele revelará a disposição secreta das mentes de todos e retribuirá, a cada um, segundo suas obras. Também revelará os que acolheram ou rejeitaram a sua graça. Esse será o “Dia D” em que Deus consumará o seu projeto final apresentado por Jesus.

    27/11 - Santa Catarina Labouré

    27 de Novembro de 2014

    Santa Catarina Labouré

    clip_image002

    “A mensageira da Medalha Milagrosa”

    Catarina nasceu no dia 02 de maio de 1806, em Fain-les-Moutiers, um povoado da França com poucos habitantes. Era a nona filha de uma família simples e muito cristã. Quando completou nove anos de idade sua mãe faleceu e Catarina ao ver uma imagem de Nossa Senhora pegou-a em seus braços e disse: “Agora serás minha mãe!”.

    Catarina, sempre obediente ao pai, ajudou a cuidar de seus irmãos e da casa com amor e muito zelo. Fazia diariamente suas orações, penitências e jejuns. A cada dia sua vocação em servir a Deus aumentava. Até que um dia sonhou com um sacerdote que lhe chamava para ir até ele, mais tarde descobriu que era São Vicente de Paulo, e não teve mais duvidas, tomou a decisão de entrar no convento das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo.

    Assim, no dia 21 de abril de 1830, Catarina aos 23 anos de idade foi aceita no convento. Logo que chegou ao convento começou a ter visões com São Vicente e depois com a Santíssima Virgem Maria, confusa contava em segredo suas visões ao seu confessor padre Aladel. No início ele não acreditava, achava que era fruto da imaginação.

    Nossa Senhora apareceu por três vezes a Catarina. Na terceira aparição, Nossa Senhora apresentou um modelo da medalha de Nossa Senhora das Graças, que tem o formato oval com a imagem de Nossa Senhora no centro e inscrito ao seu redor: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”.

    Maria disse a Catarina que quem usasse a medalha com confiança receberia graças. Catarina contou tudo ao padre Aladel, e desta vez, ele narrou os fatos ao arcebispo de Paris que concordou em mandar cunhar as medalhas para observar seus efeitos. Esta seria a melhor forma de saber se a história das aparições era verdadeira ou não.

    A devoção à medalha espalhou-se rapidamente, graças aos numerosos milagres testemunhados por aqueles que a usavam, por isso, passou a ser chamada de “Medalha Milagrosa”. Enquanto a fama da medalha corria o mundo, Catarina permanecia oculta em silêncio e com humildade, pois assim era a sua vontade.

    A mensageira de Nossa Senhora das Graças, faleceu no dia 31 de dezembro de 1876, com setenta anos de idade. E no ano de sua morte, mais de um bilhão de Medalhas Milagrosas já espalhavam graças pelo mundo. Foi beatificada em 1933 e canonizada em 1947, pelo Papa Pio XII.

    27/11 - Dia da Criação do Fundo Monetário Internacional

    27 de Novembro de 2014

    Dia da Criação
    do Fundo Monetário Internacional

    clip_image002

    Em 27 de dezembro de 1945, era criado o ‘FMI’ - Fundo Monetário Internacional. Trata-se de uma organização internacional que pretende assegurar o bom funcionamento do sistema financeiro mundial pelo monitoramento das taxas de câmbio e da balança de pagamentos, através de assistência técnica e financeira. Sua criação ocorreu pouco antes do final da Segunda Guerra Mundial. Sua sede é em Washington, DC, Estados Unidos. Atualmente conta com 187 nações.

    O FMI tem como objetivo básico zelar pela estabilidade do sistema monetário internacional, através da promoção, da cooperação e da consulta de assuntos monetários entre os seus 187 países membros. Com exceção de Coreia do Norte, Cuba, Liechtenstein, Andorra, Mônaco, Tuvalu e Nauru, todos os membros da ONU fazem parte do FMI.

    Fonte: pt.wikipedia.org

    26/11 - Lc 21,12-19

    26 de Novembro de 2014

    evandia_thumb3

    Lucas 21,12-19

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Antes de tudo isso, vos lançarão as mãos e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e aos cárceres, levando-vos à presença dos reis e dos governadores, por causa de mim. Isto vos acontecerá para que vos sirva de testemunho. Gravai bem no vosso espírito de não preparar vossa defesa, porque eu vos darei uma palavra cheia de sabedoria, à qual não poderão resistir nem contradizer os vossos adversários. Sereis entregues até por vossos pais, vossos irmãos, vossos parentes e vossos amigos, e matarão muitos de vós. Sereis odiados por todos por causa do meu nome. Entretanto, não se perderá um só cabelo da vossa cabeça. É pela vossa constância que alcançareis a vossa salvação”.

    Entendendo

    JESUS ENCORAJA SEUS DISCÍPULOS
    A SEREM FIRMES NOS MOMENTOS DE PERSEGUIÇÃO!

    Jesus prevê o ódio dos inimigos e sua reação em forma de perseguição, prisões, acusações nas sinagogas. Ele traz uma novidade nesse anúncio - até mesmo os familiares poderão fazê-los sofrer. Tudo isso por causa da fidelidade aos seus ensinamentos. Diante disso, uma tarefa desafiadora – ser perseverante e não fugir da luta!

    Em contrapartida Jesus promete uma força tão grande, vinda do Alto, que seus discípulos não precisarão estar preocupados em suas defesas, pois a inspiração do Espírito Santo colocará em suas bocas palavras sábias, capazes de convencer os inimigos. Uma exigência é fundamental – confiar em Deus e manter viva a fé!

    A luta pertencia a Jesus Cristo, e seus discípulos eram unicamente seus mediadores. E ninguém como Deus tem nas mãos a vida dos discípulos, e o poder de livrá-los do mal.

    Atualizando

    O CRISTÃO É TESTADO NAS HUMILHAÇÕES SOFRIDAS!

    (Papa Francisco)

    Os cristãos dão uma boa prova de sua fé quando “sabem enfrentar humilhações com alegria e paciência”. O Papa alertou novamente para a “tentação do bem-estar espiritual”, que pode nos impedir “de amar plenamente Jesus Cristo”.

    Francisco desenvolveu seu pensamento a partir do Evangelho de Lucas, no trecho em que Jesus pergunta aos discípulos o que as pessoas falam d’Ele e o que eles próprios pensam. E também na resposta de Pedro: “O Cristo de Deus”. Ele diz: “Esta pergunta é dirigida também a nós”.

    “Foi o Espírito Santo que tocou o coração de Pedro para dizer quem é Jesus”. Se é o Cristo, o Filho de Deus vivo é um mistério... Quem o pode explicar? Se cada um de nós, na oração, disser ao Senhor: “Tu és Cristo, o Filho do Deus vivo”, Ele responderá “É verdade”.

    “E esta é a tentação do bem-estar espiritual. Temos tudo: temos a Igreja, temos Jesus Cristo, os Sacramentos, a Virgem Maria, tudo, um bom trabalho para o Reino de Deus; somos bons, todos. Mas não é o suficiente; com o bem-estar espiritual até certo ponto. Como o jovem que era rico: ele queria ir com Jesus, mas até certo ponto”.

    Falta a última unção do cristão, para ser um cristão realmente: a unção da cruz, a unção da humilhação. Ele se humilhou até à morte, morte de tudo. Esta é a pedra de comparação, a verificação da nossa realidade cristã: Eu sou um cristão de cultura do bem-estar? Eu sou um cristão que acompanha o Senhor até a cruz? “O sinal é a capacidade de suportar as humilhações”.

    “A verificação se um cristão é um cristão realmente é a sua capacidade de suportar com alegria e paciência as humilhações, já que isso é algo que não gostamos... Há muitos cristãos que, olhando para o Senhor, pedem humilhações para se assemelhar a Ele. Esta é a escolha: o cristão do bem-estar - que vai para o Céu, certo de salvar-se! – ou o cristão próximo a Jesus, pela estrada de Jesus”.

    26/11 - São Leonardo de Porto Maurício

    26 de Novembro de 2014

    São Leonardo de Porto Maurício

    clip_image002

    “O santo da ‘Via-Sacra’ e da Imaculada Conceição”

    Paulo Jerônimo nasceu em 20 de dezembro 1676, em Porto Maurício, perto de Gênova, Itália. Filho do capitão da marinha Domingos Casanova. Sua mãe faleceu quando era muito pequeno e ele foi levado a Roma, para concluir os estudos no Colégio Romano. Depois, foi para o Retiro de São Boaventura, onde entrou para a Ordem Franciscana, tornou-se padre com 26 anos de idade e passou a usar o nome de frei Leonardo.

    Atuou como sacerdote a maior parte da vida em Florença. Era um empolgante pregador, principalmente quando escolhia como tema a Paixão de Cristo. Percorreu toda a Itália exercendo esse ministério e, com isso, escreveu muitas obras de grande valor para os pregadores e para os fiéis. Santo Afonso de Ligório, seu contemporâneo, dizia que ele era o maior missionário do século XVIII.

    O papa usou para a Igreja os dons de Leonardo, quando o enviou para uma delicada missão na ilha de Córsega. Tinha de restabelecer a concórdia entre os cidadãos. Apesar das graves divisões entre eles, Leonardo conseguiu um acordo de paz.

    É considerado o salvador do Coliseu, ao promover pela primeira vez a liturgia da Via-Sacra naquele local, que definiu como santificado pelos martírios dos cristãos. A celebração da Via-Sacra em seu interior tornou-se tradição e a histórica construção passou a ser conservada. A tradição permanece, pois até hoje o próprio pontífice, toda Sexta-Feira da Paixão, faz a Via-Sacra no Coliseu, em Roma.

    São Leonardo foi devoto de Nossa Senhora e queria que a Igreja assumisse o dogma da Imaculada Conceição de Maria. Lutou muito por isso, mas não chegou a ver, pois faleceu em 26 de novembro de 1751, com setenta e cinco anos de vida. Somente cento e três anos após, a Igreja reconheceu o dogma da Imaculada Conceição de Maria, em 1854.

    O papa Pio XI o declarou padroeiro dos sacerdotes que se consagram às missões populares no mundo.

    26/11 - Dia da Lembrança

    26 de Novembro de 2014

    Dia da Lembrança

    clip_image001

    Comemora-se hoje, o Dia da Lembrança, ou seja, a recordação de momentos felizes de nossa vida. As recordações são muitas como: aquela festa, aquele almoço, o noivado, o casamento, aquele passeio marcante, aquele jantar especial, aquela conversa gostosa com os amigos, um passeio com os pais e irmãos.

    Há várias maneiras de comemorar o Dia da Lembrança e uma delas é dando um cartão com uma poesia, não é preciso ser um poeta ou poetisa, um versinho ou trechos descrevendo o que esta pessoa significa para você demonstram que ela é muito importante e sempre lembrada em todos os dias da sua vida. Nesta data a pessoa pode refletir em todos os bons acontecimentos e convidar as pessoas para reviver estes momentos.

    É claro que precisamos valorizar as pessoas a quem amamos todos os dias, mas este de hoje, é solene... Especial! Não deixemos escapar a felicidade por entre os dedos, pois nascemos para ser muito felizes.

    Fonte: pompeumg.com.br

    25/11 - Lc 21,5-11

    25 de Novembro de 2014

    evandia_thumb3

    Lucas 21,5-11

    Naquele tempo, como chamassem a atenção de Jesus para a construção do templo feito de belas pedras e revestido de ricos donativos, Jesus disse: “Dias virão em que destas coisas que vedes não ficará pedra sobre pedra: tudo será destruído”. Então o interrogaram: “Mestre, quando acontecerá isso? E que sinal haverá para saber-se que isso se vai cumprir?” Jesus respondeu: “Vede que não sejais enganados. Muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Sou eu’; e ainda: ‘O tempo está próximo’. Não sigais após eles. Quando ouvirdes falar de guerras e de tumultos, não vos assusteis; porque é necessário que isso aconteça primeiro, mas não virá logo o fim”. Disse-lhes também: “Levantar-se-ão nação contra nação e reino contra reino. Haverá grandes terremotos por várias partes, fomes e pestes, e aparecerão fenômenos espantosos no céu”.

    Entendendo

    A DESTRUIÇÃO DO TEMPLO:
    “NÃO FICARÁ PEDRA SOBRE PEDRA!”

    Os judeus tinham profunda admiração pelo majestoso Templo, o Santuário de Jerusalém. Era espécie de orgulho nacional que ia além do sentido religioso e ganhava uma motivação nacionalista. Guardando as devidas proporções é o que representa hoje, o Cristo Redentor para o povo brasileiro. Dizer para um judeu que o Templo seria destruído era como anunciar o “fim do mundo”. Por isso, a afirmação de Jesus “cai como uma bomba”.

    A profecia de Jesus sobre a destruição do Templo aconteceu de duas maneiras. A primeira, o Templo representando seu Corpo derrubado, morto e ressuscitado no terceiro dia. A segunda foi a destruição do Templo no ano 70 d.C., quando Jerusalém foi invadida pelas forças de Tito.

    Na segunda parte do Evangelho, Jesus também profetiza guerras, tumultos, terremotos, fome e pestes. Estamos vendo essa realidade acontecer no planeta Terra. Países em guerra, crianças morrendo de fome e sendo violentadas, doenças que exterminam populações inteiras... Seria o fim dos tempos? Só Deus sabe! Da nossa parte, basta estar com Ele para enfrentar qualquer desafio, até mesmo a morte.

    Atualizando

    AINDA HOJE, CRISTÃOS SÃO DECAPITADOS E
    IGREJAS SÃO DERRUBADAS POR EXTREMISTAS RELIGIOSOS!

    Aldeia onde ainda se fala o aramaico, a língua que Jesus falava, é invadida por extremistas muçulmanos.

    Os moradores de Maaloula, uma pequena aldeia cristã no norte de Damasco, foram forçados a abandonar sua cidade. A antiga cidade que fica a 50 km da capital é, possivelmente, o maior símbolo do cristianismo na Síria, local onde ainda se fala aramaico, a língua que Jesus falava.

    Aproximadamente 80% dos 3.000 moradores do vilarejo abandonaram suas casas e fugiram para Damasco. Grupos armados de rebeldes, muitos deles ligados aos extremistas da Al-Qaeda tomaram o local, que é considerado um dos mais antigos centros do cristianismo no mundo.

    Dentro de poucas horas, a cruz que ficava na cúpula do milenar mosteiro ortodoxo foi derrubada. Igrejas foram saqueadas e queimadas, todos os cristãos foram avisados que se não se convertessem ao islamismo seriam mortos. Alguns foram executados.

    Fonte: noticias.gospelprime.com.br

    25/11 - Santa Catarina de Alexandria

    25 de Novembro de 2014

    Santa Catarina de Alexandria

    clip_image002

    “Padroeira do estado de Santa Catarina e uma das santas mais populares da Igreja”

    Catarina nasceu em Alexandria, no Egito, no século IV. Era filha do rei Costus, de Alexandria, e recebeu educação cristã. Era considerada a mais bonita e sábia jovem de todo o Império.

    Tinha recebido de Deus o dom da sabedoria e era uma cristã fervorosa. Por isso foi levada diante do terrível imperador romano Maximiano que perseguia e matava os cristãos. Quando ficou diante dele o censurou corajosamente, por perseguir a religião verdadeira, defendeu o Cristianismo e demonstrou a falsidade dos cultos idolátricos.

    Maximiano apaixonou-se por ela, e precisava tirá-la da liderança que exercia na expansão do Cristianismo com sua sabedoria. Tentou, oferecendo-lhe poder e riqueza materiais. Estava disposto a divorciar-se para casar-se com ela, contanto que passasse a adorar os deuses egípcios.

    Catarina recusou enfaticamente, e ao mesmo tempo tentou convertê-lo, desmistificando os deuses pagãos. Sem conseguir discutir com a moça, o imperador chamou os cinquenta melhores filósofos sábios do reino para auxiliá-lo. Eles tentaram defender suas seitas com saídas teóricas e filosóficas, mas acabaram convertidos por Catarina ao Cristianismo. Irado, Maximiano condenou todos à morte. Exceto ela, para quem tinha preparado algo específico.

    Mandou torturá-la com rodas equipadas com lâminas cortantes e ferros pontiagudos. Com os olhos elevados ao Senhor, rezou e fez o sinal da cruz. Então, ocorreu o prodígio: o aparelho desmontou. O imperador, transtornado, levou-a para fora da cidade e comandou pessoalmente a sua tortura, depois mandou decapitá-la. Ela morreu, mas outro milagre aconteceu. O corpo da mártir foi levado por anjos para o alto do monte Sinai. Isso aconteceu em 25 de novembro de 305.

    Ela é padroeira da Congregação das Irmãs de Santa Catarina, dos estudantes, dos filósofos e dos donos e trabalhadores de moinho.

    O Brasil homenageou-a com o estado de Santa Catarina, cuja população a festeja como sua celestial padroeira.

    Catarina de Alexandria é sem dúvida, uma das santas mais populares da História da Igreja, e é universalmente venerada.

    25/11 - Dia Internacional da Violência contra a Mulher

    25 de Novembro de 2014

    Dia Internacional
    da Violência contra a Mulher

    clip_image002

    Durante o I Encontro Feminista da América Latina e do Caribe, realizado em 1981, em Bogotá, na Colômbia, o dia 25 de novembro foi designado como Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher. Homenageia três irmãs ativistas políticas latino-americanas: Pátria, Minerva e Maria Teresa Mirabal. Elas foram brutalmente assassinadas pela ditadura de Leonidas Trujillo, na República Dominicana.

    A data teve o reconhecimento oficial da ONU, em março de 1999. Porém, antes disso, o dia 25 de novembro já era lembrado pelo movimento internacional de mulheres.

    Pelo menos uma de cada três mulheres no mundo já sofreu maus tratos, foi forçada a manter relações sexuais ou sofreu algum outro tipo de abuso, geralmente por parte de alguém que elas conhecem.

    No Brasil, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a Lei Maria da Penha, em 7 de agosto de 2006. Dentre as várias mudanças promovidas pela lei está o aumento no rigor das punições das agressões contra a mulher, quando ocorridas no âmbito doméstico ou familiar. A lei entrou em vigor no dia 22 de setembro de 2006, e já no dia seguinte o primeiro agressor foi preso, no Rio de Janeiro, após tentar estrangular a ex-esposa.

    Fonte: www.cutsp.org.br

    24/11 - Lc 21,1-4

    24 de Novembro de 2014

    evandia_thumb3

    Lucas 21,1-4

    Levantando os olhos, viu Jesus os ricos que colocavam as suas ofertas no cofre do templo. Viu também uma viúva pobrezinha que doava duas pequeninas moedas,
    e disse: “Em verdade vos digo: esta pobre viúva pôs mais do que os outros. Pois todos aqueles lançaram nas ofertas de Deus o que lhes sobra; esta, porém, ofereceu da sua indigência, tudo o que lhe restava para o sustento”.

    Entendendo

    A OFERTA DE UMA VIÚVA
    POBRE NO COFRE DO SANTUÁRIO!

    Jesus não se enganava com as aparências. Além de ter a sabedoria divina, como humano, era um bom observador. Seu olhar penetrava no íntimo das pessoas.

    Jesus não se enganava com os Mestres da Lei e Fariseus, mesmo sendo eles admirados pelo povo por causa do seu saber e domínio das leis e oratória. Eram vaidosos, sentiam prazer em ser reconhecidos como pessoas altamente consideradas. Abusavam da boa fé das pessoas e logravam as viúvas.

    As altas quantias que os ricos depositavam no cofre do santuário, também não convenciam a Jesus. Boa parte fazia isso para ser vista e louvada pelos presentes. A quantia era valiosa, mas perdia o valor para Deus e Jesus percebia suas intenções.

    O Mestre via que as moedinhas oferecidas pela pobre viúva era um gesto que agradava a Deus, pois vinham marcadas de simplicidade e sinceridade de coração. O seu pouco tornou-se muito aos olhos de Jesus.

    Atualizando

    A VIÚVA DA SACRISTIA
    DA PARÓQUIA SENHOR DOS PASSOS!

    Nestes 22 anos de padre, muitos foram os gestos de pessoas bondosas que observei. Lembro-me que quando trabalhei na Paróquia Senhor dos Passos, em Feira de Santana, vivenciei um exemplo que se encaixa bem no Evangelho de hoje sobre a viúva pobre.

    Uma senhora humilde, de aproximadamente 80 anos, a cada vez que recebia a aposentadoria, vinha até a sacristia, após a missa, abria minha mão discretamente, e colocava 20 reais, embrulhados num papelzinho machucado.

    Na primeira vez fiquei constrangido por ver que se tratava de uma senhora pobre, e que essa quantia podia lhe fazer falta enquanto eu estava bem servido pela paróquia. Disse então para ela: Não precisa, a senhora deu sua oferta na missa. Estou satisfeito e bem recebido. Mas ela insistia e dizia que aquela quantia que me oferecia não tinha nada a ver com a oferta da Igreja, e que era para minhas necessidades pessoais.

    Diante da firmeza daquela senhora, resolvi aceitar e acatar como um sinal de Deus para minha conversão, sobretudo no exercício da caridade com os mais necessitados.

    Fiquei quatro anos naquela bela paróquia e, enquanto lá estive a senhora foi fiel ao seu presente. Percebi nela o testemunho do desapego dos humildes no exercício do amor ao próximo. Seu exemplo confirma a observação de Jesus ao exaltar a esmola da viúva pobre no Evangelho de hoje.

     

    Seja Missionário Redentorista

    Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
    Copyright © 2011. Pe. Rosivaldo Motta, CSsR - All Rights Reserved
    Template Created by Creating Website Modify by Tereza Morais
    Proudly powered by Blogger